terça-feira, 3 de março de 2009

Butecos, bares, pulgueiros...

Sempre gostei de frequentar lugares assim, é impressionantemente incrível como a gente sempre consegue encontrar alguém em situação pior que a da gente e depois de alguns goles seja-lá-no-quê a gente já sente bem melhor, não estou afirmando que beber é a melhor solução, problemas são peritos em natação e não se afogam em goles grandes e nem pequenos, mas, beber é bom, alivia a mente e aquece a alma. Pertuba quem não bebe, acaba com dinheiro, afasta a mulherada, de contra partida atraí mais bêbabos, provoca dores de cabeça no outro dia, mas...beber é bom!
Bebemos quando estamos triste, quando estamos felizes, quando estamos com sede, quando queremos aparecer, quando estamos tímidos e até antes de morrer, se possivel fosse beberiamos depois de mortos também, isso é se alma penada não beber!

Achei demais, quase que um sermão religioso sobre a cachaça, enfiei o maço de Marlboro no bolso depois de ter acendido um, levantei-me da cadeira, dei dois tapinhas nas costas do homem que me convenceu a não tomar nem um gole de conhaque aquela noite e fui embora.

6 comentários:

Léia Carvalho - LC disse...

O DA PINGA, se vc bebar mais escreve mais?
te mando um black label rs

Tom CoyoT disse...

Me lembro uma vez eu, o Rex e (não me lembro quem: será que foi o Chimbinha?) estavamos virando um copos e copos de Velho Barreiro num botéco no Helltelvina. nesta sexta feira eu tinha esaio com o carlinhos. Cheguei perto da casa no pequeno polegar e fui comprar um cigarro. o velho dono bar olhou para mim e disse pegando uma garrava grande com uma folhagem dentro.

- está aqui é especial para você!

Será que eu estava com cara de bêbado?

Samires França disse...

Tem uma música aqui que diz: "Bebo porque gosto de beber..." rsrsrs
Não importa se afasta a mulherada,
ou se atrai os bêbados de plantão...
Apenas bebe-se. Alguns riem depois, outros enchem a paciência dos demais, uns se perdem no caminho de casa e outros choram...
Cada um com seu cada qual.

Saudades daaqui também !
beijo

ale.moti.nha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Lendo este lembrei-me de um dia comum, mais ou menos em fevereiro de 2008...
Um buteco perto do trabalho, uma cerveja cara, mas com um bom preço, Uma mesa de bilhar e junto conosco (o trio) havia mais um. Aquele homem, o mesmo paciente que todos os dias nos visitava para se tratar de sua cirrose hepática.
Depois de muito jogar e beber...
Pessoa 01: "Vou embora logo, tenho que estar em moema cedo"
Pessoa 02: "Vou logo, preciso encontrar minha namorada..."
Pessoa 03: "Não tenho mais namorada mas vou embora pra outro canto..."
O Paciente: "Mas vcs são fracos pra beber mesmo hein..."

Até hj contiamos a receber as visitas de Tião... O nosso querido paciente...

Saúde a todos...

Kinho Garcia

Kinho disse...

Por onde anda Tom Coyot????
Perdido nos bares de Moema???